Página Inicial » Revista » Edição 162 » Opinião
É chato ler jornal, mas o leitor é impertinente

Por Mario Rocha

O que falta para os jornalistas oferecerem textos densos e suculentos pelos quais tantos leitores suspiram? Falta estilo, abdicado ante fórmulas que simplificam e agilizam a produção, como a famigerada pirâmide invertida e a ditadura do lead; falta conhecer Português, flor despetalada do Lácio por erros de concordância, de grafia e de regência; faltaética que permita constatar que nem todo o fato é notícia legítima; faltaresponsabilidade e competência na apuração, pois acusamos muito e investigamos muito... pouco; e temosprodução desleixada, com títulos que o texto desmente, chamadas que a matéria não confirma, declarações de políticos iguais dia após dia, entrevistas em que o entrevistado diz o que quer e não ouve perguntas que o façam ser lógico e consequente, matérias marcadas pelos preconceitos e certezas de quem as escreve, interpretações superficiais oriundas da falta de conhecimento sólido sobre o tema que está sendo explicado.

Jornalista gosta mesmo é de elogio. Ai dos leitores impertinentes que apontam erros e cobram correções. Se a mancada da redação foi muito grande em assunto destacado na capa e/ou no miolo, tanto faz. Só podemos esperar uma tardia retificação em local discreto, talvez em pagina par e sob a cartolinha Erramos, ou algo assim.

A reação à crítica refulge em uma dimensão emocional que turba a reflexão sobre se estava, a tal crítica, embasada nos três capítulos e 19 artigos do Código de Ética do Jornalista, aprovado pela Federação Nacional de Jornalistas no congresso de Vitória (ES), em 4/9/2007.

Na abordagem emocional também pouco interessa se a contestação aponta para distorções em relação ao que dispõe a Declaração de Chapultepec, especialmente nos três primeiros dos Dez Princípios. Sancionada no México, em 11/04/1994, durante conferência hemisférica sobre liberdade de expressão, é destaque nas páginas das patronais Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) e Associação Nacional de Jornais (ANJ).

O ideal é que cada jornal mantenha um espaço de autocrítica assinado por gente da casa, pois competência e honestidade há de sobra em 99,99% das redações. No entanto, no Brasil, somente a Folha de S. Paulo, com Vera Guimarães Martins, e O Povo (Fortaleza), com Tânia Alves – homônima da cantora e atriz –, apresentam ouvidorias a serviço dos leitores. Lá fora, The New Yok Times, via Margareth Sullivan, e El País (Espanha), por Lola Galán, são honrosas exceções.

O pioneirismo na crítica publicada sobre a imprensa tem data, méritos e responsabilidades: 6/7/1975, Alberto Dines, Folha de S. Paulo. Alguém já leu os relatos sobre as reações geradas pela coluna Jornal dos Jornais? Defenestrado, virou fantasma para redações que deixaram de mencionar seu nome. Há, hoje, faróis focados na mídia localizados na internet e cabe destaque para o Observatório da Imprensa. Tem Alberto Dines – ele, de novo! – como mentor e surgiu em abril de 1996 na Universidade Estadual de Campinas (SP).  Outra iniciativa importante é Objethus – Observatório da Ética Jornalista, criado em setembro de 2009 na Universidade Federal de Santa Catarina e que está sob a responsabilidade dos professores Francisco Karan e Rogério Christofoletti.

Sim, a cultura da crítica da mídia está se consolidando. É uma canoa ameaçada por sua fragilidade, redemoinhos e pedras submersas, mas embarquei nela. Só alerto que não são minhas as ponderações lá do primeiro parágrafo. Seu autor é Luiz Garcia e constam da pensata intitulada É chato ler jornal! Ela ostenta a linha de apoioImprecisão e monotonia são o nosso prato diário. Veículo e data:revista Imprensa, junho de 1988. Eu escrevi, senhor revisor, junho de 1988. Aí eu pergunto: perdeu a atualidade?


 
Eliziário Goulart Rocha
Editor
eliziario.goulart@gmail.com
|ANTERIORES
Zona escura
Os incluídos digitais
Um festival que não para
É chato ler jornal, mas o leitor é impertinente
|TODOS PUBLICADOS
|LEIA TAMBÉM
Entrevista:
Roberto Duailibi
Vida de Criativo:
Cláudia Tajes
Vida de Repórter:
Paulo McCoy Lava

 


REVISTA PRESS ADVERTISING
EXPEDIENTE | ANUNCIE | FALE CONOSCO